domingo, 24 de fevereiro de 2008

Lama até mais não!

Pois é, depois de uma semana de chuvadas fortes e de uma hortas destruídas ali para os lados de Belas, lá fomos os dukes passear as "espanholitas" até à mata.
O rio transbordou brutalmente e deixou rastos e troncos por todo o lado. Estava com um aspecto um bocado caótico.
As meninas portaram-se bem, mais uma vez, mas a minha "espanholita" é realmente uma bike para parvoíces, não propriamente para pedalar. Qual "propedal" qual quê!! É mas é "pró...". O impermeável e as protecções também não ajudavam... ;-)
Lá demos a nossa voltinha e fizemos o trilho do DH mais radical. Fónix, estava todo "fucked up". Depois disso descobrimos uns drops novos para nós, onde nos entretivemos durante um bocado, como retrata bem a foto do Sub. Dá-lhe bro!

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Las torres gemelas

Eu avisei que a Malveira poderia ser traumática para o Covas. O que eu não sabia é que poderia ser tão traumática e que um trauma pudesse acabar... tão bem!! Depois do trauma o Covas decidiu finalmente comprar uma máquina ajustada aos andamentos que anda a ter, e temos uma nova "espanholita" nas colinas: uma Mondraker Curve R.


Então hoje fomos encarar o trauma de frente. Eram 9 da manha, estava um frio de rachar e já sabíamos que vinha aí chuva... queríamos apanhar as ultimas horas de trilhos secos. Na 1ª descida lá foram as primas pela 1ª vez juntas. Tendo em conta que se perspectiva que venham a vir a ser grandes companheiras de andamentos era importante este ritual de dá-las a conhecerem-se... parece que gostaram uma da outra, pelo menos não se morderam.


As primas a cheirarem-se: Curve & Curve R


E pronto lá se fizeram umas descidas, como diz o outro, "um bocadinho à mão e o resto a derrapar". O que é certo é que desmontar é raro, e derrapar é mentira. É saltos, é curvões, tudo a correr bem. Tá tudo com grande moral, e registe-se a data porque hoje quedas... nada! nepia! Zero kills!


Estava oficialmente "um bom dia para morrer".
Toda a gente se esticou e não morreu ninguém...







sábado, 9 de fevereiro de 2008

De volta

Depois de uns tempos a explorar os trilhos de DH em Belas, bem mais aqui ao pé de casa, mas dos quais não há registo fotográfico - daí a prolongada ausência neste blog - voltámos ao verdadeiro "north shore style": as pistas da Malveira. O Covas tem sido companhia nas andanças em Belas, e hoje foi o "baptismo de fogo". Depois da Malveira está preparado para qualquer coisa...


Chegámos bem cedinho, eram umas 9 e picos... um dia altamente, frio e com sol... mesmo perfeito. A vantagem de ter chegado cedo foi ter os trilhos so para nós! E com o conforto de ter uma carrinha, foi so meter as bikes la pra dentro... cinco estrelas.


big time Peugeot Partner!



1a manga: sub, jay e covas. Não podia deixar de estar presente no baptismo do homem. É que aquele 1º troço é um trauma para qualquer um a 1ª vez que o faz. Lá mais à frente, um valente tralho do Jay numa das saidas, a estrear o capacete novo logo nos 2 primeiros minutos de uso...

2ª manga: Telmo, sub e jay. O Covas ficou no carro a assimilar o mais recente trauma e a pensar na vida, nas acácias e nos shores. Encontrámos lá pelo meio pessoal com a pá e o serrote, e ficam já aqui os parabéns a quem lá anda na luta, pois os trilhos estão a ficar brutais. Fica a promessa de lá irmos um dia destes ajudar o CPFR.

Jay. Sub. Telmo




3ª manga: Telmo, sub e Covas. Com um dos trilhos encerrados para a manutenção andámos lá numas alternativas maradas... eu e o Telmo vínhamos picadinhos desde lá de cima, foi uma descida engraçada.

Sub na chegada



4ª manga: Covas, Jay, Telmo. Como fiquei eu com a carrinha, deu para subir a pé, tirar umas fotos e fazer um vídeo da parte final. O Jay vinha sem travão da frente praticamente desde que tínhamos chegado. Aquilo travava zero. Até se via o óleo a babar. Então andava a fazer umas descidas radicais a travar so com o de trás... no vídeo da para ver os efeitos dos travões a meio gás, com o Jay a evitar um pinheiro nos últimos segundos...

Telmo . Jay . Covas




video
É o Jay que aqui vai deixa-o passar!